Melhores da Música Brasileira


Como prometido, aqui está o novo espaço do Embrulhador. O site MELHORES DA MÚSICA BRASILEIRA foi criado para abrigar as edições que são lançadas com os 100 discos nacionais que mais merecem destaque em cada ano que se passa (até agora, 2010, 2011 e 2012).

É provável que você já conheça essas listas, pois elas foram publicadas originalmente no formato de revista digital. Mas, nesse novo site, o conteúdo está ainda melhor de ser consumido. Com muito mais praticidade, você agora pode ouvir os discos com apenas um clique.

Além do streaming, você também vai encontrar links para baixar os álbuns na íntegra (aqueles que são disponibilizados pelos artistas, claro), ver clipes, entrevistas, fotos, comentários e cotações para cada um deles.

Também estão nesse novo site todas as informações sobre as listas, como o processo de classificação, os critérios de análise, infográficos com as cotações, amostras completas (já foram 1.249 álbuns avaliados até agora) e, como bônus, mais listas com as melhores músicas de cada ano.

Com uma página para cada disco, você pode curtir, comentar e compartilhar nas redes sociais aqueles que mais lhe agradam. E com a ferramenta de busca, encontrar os trabalhos selecionados de determinado artista (Karina Buhr já tem dois discos lá, por exemplo) ou do seu gênero musical preferido (experimente procurar por ‘samba’ e veja o que aparece).

As novidades não param por aí... Para cada lista, uma seção foi acrescentada: ‘As Escolhas do Público’. Sim, agora você também pode opinar e eleger seus discos favoritos de 2010, 2011 e 2012. Será que nossas escolhas batem? Vamos conversar sobre a música brasileira.

Enfim. Para quem me cobrava o download das revistas, agora todo o conteúdo está mais acessível e atraente. Espero que seu player fique lotado de novas músicas.

Enquanto você conhece o site Melhores da Música Brasileira, eu vou cuidar em ouvir uma montanha de novos trabalhos que não param de chegar. Nos encontramos em janeiro, com os 100 melhores álbuns da música brasileira em 2013.

 ACESSE